animais

13 juin 2008

o leão

Os leões

O leão é um grande felino, originalmente encontrado na Europa, Ásia e África. Tais felinos possuem coloração variável, entre o amarelo-claro e o marrom-escuro, com as partes inferiores do corpo mais claras, ponta da cauda com um tufo de pêlos negros (que encobrem um esporão córneo, para espantar moscas) e machos com uma longa juba. Há ainda uma raridade genética de leões brancos, que, apesar de sua linda aparência, apresentam dificuldades de sobrevivência por e destacarem nas savanas ou selvas, logo, tendem imensas dificuldades de caça. São exclusivos d reserva de Timbavati.

Os leões estão muito concentrados actualmente nas savanas reservadas, onde caçam principalmente grandes mamíferos, como antílopes, zebras, búfalos e javalis; entretanto, um grupo pode abater um elefante que esteja só. Também é frequente o confronto com hienas, estando estas em bandos ou não, por disputa de territórios.

O leão é apelidado de o “rei dos animais” por se encontrar no topo absoluto da cadeia alimentar terrestre (entre animais irracionais, por óbvio). Não obstante, são os felinos mais sociáveis do mundo: um grupo pode possuir até quarenta indivíduos, composto na maioria por fêmeas.

Posté par vanessa2 à 11:58 - Commentaires [1] - Permalien [#]


30 mai 2008

O Lêmure

O Lêmure

Lêmure ou lémure refere-se a qualquer espécie de infra-ordem Lemuriformes, todas elas arborícolas, de hábitos nocturnos, endémicas da ilha de Madagáscar, (África). Assemelham-se aos símios, no aspecto e nos hábitos, mas são dotados de focinho que lembra o da raposa, grandes olhos, pêlo lanoso, muito macio, e cauda geralmente longa e peluda, nunca preênsil.

A palavra lémure deriva da palavra do latim “lemures”, que significa “espírito (s) da noite” ou “fantasma (s)” e deve-se provavelmente ao facto de estas criaturas serem brancas e noctívagas, perambulando pela noite e fazendo os seus chamamentos.

Posté par vanessa2 à 12:00 - Commentaires [0] - Permalien [#]

23 mai 2008

os dinossauros

Os dinossauros

Os dinossauros constituem uma ordem de membros de um grupo de arcossauros referente ao final do período Triássico (cerca de 225 milhões de anos atrás) e dominante da fauna terrestre durante boa parte da era Mesozóica, do início do Jurássico até o final do período Cretácico (cerca de 65 milhões de anos), quando da extinção de quase todas as linhagens, à excepção das aves, entendido por muitos cientistas como os únicos representantes actuais. Distinto de outros arcossauros por um conjunto de características anatómicas, entre as quais se destacam a posição dos membros em relação ao corpo, projectados directamente para baixo, e o acetábulo (encaixe do fémur na região da bacia) aberto, isto é, o fémur encaixa-se em um orifício formado pelos ossos da bacia. A etimologia da palavra remetente ao grego “deinos” terrivelmente grande, saurus, lagarto, e, por extensão, réptil.

Posté par vanessa2 à 12:03 - Commentaires [0] - Permalien [#]

16 mai 2008

o cavalo

O cavalo!

O cavalo é um mamífero hipomorfo, da ordem dos ungulados, ma das sete espécies modernas do género Equus. Esse grande ungulado é membro da mesma família dos asnos e das zebras, a dos equídeos. Todos os sete membros da família dos equídeos são do mesmo género, Equus, e podem relacionar-se e produzir híbridos, não férteis, como as mulas. Os cavalos têm longas patas de um só dedo cada. Os cavalos são perfeitamente adaptados a diversos desportos e jogos, como corrida, pólo, provas de ensino ou equitação, ao trabalho e até à equoterapia (recuperação da coordenação motora de certos deficientes físicos). Esses animais dependem da velocidade para escapar a predadores. São animais sociais, que vivem em grupos liderados por matriarcas. Os cavalos usam uma elaborada linguagem corporal para comunicar uns com os outros, a qual os humanos podem aprender a compreender para melhorar a comunicação com esses animais. O cavalo teve, durante muito, tempo um papel importante no transporte; fosse como montaria, ou puxando uma carruagem, uma carroça, uma diligência, um bonde, etc. também nos trabalhos agrícolas, com animal para a arar, etc. assim como comida. Até meados do século XX, exércitos usavam cavalos de forma intensa em guerras: soldados ainda chamam o grupo de máquinas que agora tomou o lugar dos cavalos no campo de batalha de “unidades de cavalaria”, algumas vezes mantendo nomes tradicionais.

Como curiosidade, a raça mais rápida de cavalo, o famoso thoroughbred (puro sangue inglês ou PSI) alcança em média a incrível velocidade de 17 m/s (60km/h).

Posté par vanessa2 à 12:09 - Commentaires [4] - Permalien [#]

18 avril 2008

o macaco Tião

O Macaco Tião

O Macaco Tião é o nome de um chimpanzé do Zoológico do rio de Janeiro que era bastante querido pelas crianças e pelos frequentadores do zôo.

O seu nome é Tião em homenagem ao padroeiro da cidade Rio de Janeiro, São Sebastião.

Este Macaco tem 1.52m de altura e 72kg, o macaco Tião tornou-se em celebridade no Brasil depois que os humoristas lançaram a sua candidatura não oficial para a Perfeitura do Rio de Janeiro.

O macaco Tião sempre foi motivo de grande atenção. Ele ocupava um recinto nobre no zôo especialmente construído para ele.

Em vários jornais brasileiros, registaram a notícia do falecimento do macaco, em 23 de Dezembro de 1996. O macaco Tião morreu de diabetes, aos 34 anos. O perfeito da cidade César Maia decretou oficialmente luto e determinou bandeiras festivas a meio-pau, no zoológico durante 8 dias.

Posté par vanessa2 à 12:31 - Commentaires [0] - Permalien [#]

11 avril 2008

O gato

O Gato

O gato doméstico é um pequeno mamífero carnívoro da família dos felídeos, muito popular como animal de estimação.

O convívio entre o homem e o gato existe desde 4 mil anos antes de Cristo. Foram encontrados frescos e pinturas funerárias de gatos caseiros das primeiras dinastias egípcias. Encontrou-se no Egipto uma grande variedade de múmias de gatos. Algumas são envolvidas em tiras de pano entrecruzadas formando um desenho bicolor. Discos redondos representam as narinas e os olhos, sendo as orelhas imitadas com folhas de palmeira. Outras são encerradas em sarcófagos de madeira, de bronze ou de barro. Alguns exemplares podem ser vistos no Museu Nacional do Rio de Janeiro. Os egípcios apreciavam de tal maneira seus gatos que sua exportação era expressamente proibida; mas os mercadores jónicos entregaram-se a um lucrativo contrabando que permitiu ao gato-caseiro alcançar primeiro a Ásia Menor e depois a Europa. Na Índia o gato foi, aproximadamente, amansado na mesma época que no Egipto. A China já conhecia o gato-caseiro mil anos antes de nossa era, o Japão um pouco mais tarde.

Os romanos se interessaram mais pelo gatos do que os gregos. A legião de César contribuiu muito para sua distribuição por toda a Europa e, em particular a Inglaterra. Portanto, foi somente ao ano de 1400 que o gato-caseiro substituiu definitivamente em Roma a fuinha, que era utilizada até então para o controle de ratos.

Posté par vanessa2 à 12:06 - Commentaires [0] - Permalien [#]

14 mars 2008

Os cães...

Os cães

O cão, é um mamífero canídeo e talvez o mais antigo dos animais domésticos.

            O cão é um animal social que na maioria das vezes aceita o seu dono como o "chefe da matilha" e possui várias características que o tornam de grande utilidade para o ser humano, possui excelente olfacto e audição, é bom caçador e corredor vigoroso, é actualmente omnívoro, é inteligente, relativamente dócil e obediente ao Homem, com boa capacidade de aprendizagem.

Desse modo, o cão pode ser adestrado para executar grande número de tarefas úteis ao homem, como cão de caça; pastorear rebanhos; como cão de guarda para vigiar propriedades ou proteger pessoas;farejar diversas coisas; resgatar afogados ou soterrados;guiar cegos;puxar pequenos trenós e como cão de companhia.

Estes são os motivos da famosa frase: "o cão é o melhor amigo do Homem". nao se tem conhecimento de uma amizade tão forte e duradora entre espécies distintas quanto a do Homem-cão.

                    

                    

Posté par vanessa2 à 12:17 - Commentaires [15] - Permalien [#]

07 mars 2008

Golfinhos

Golfinhos

  Vive em todos os oceanos, à excepção das águas frias dos pólos. Habita também nos mares e nos golfos do México e da Califórnia.

É um mamífero.

É um animal que mantém a temperatura do corpo constante.

Desloca-se constantemente à superfície, para respirar.

Mede entre 1.90 a 3.90 metros e pode pesar 650 quilogramas.

A sua cor é cinzenta e por vezes possui a barriga branca.

Possui uma testa arredondada.

Alimenta-se de peixes, lulas, polvos e crustáceos.

  É um óptimo nadador.

  Consegue fazer surf e saltar frequentemente, atingindo vários metros de altura.

  Comunica através de sons e a audição é o sentido mais desenvolvido.

Posté par vanessa2 à 12:38 - Commentaires [6] - Permalien [#]